Recuperação Judicial é mesmo a única saída?




É natural que pensemos que a pandemia de COVID-19 é a maior causadora das crises nas empresas, mas a verdade é que para muitos, a pandemia foi apenas mais uma gota em um mar já revolto.


Sendo assim, como saber se a recuperação judicial é a única saída?


Grandes e pequenas empresas


Empresas de renome como a Odebrecht, Seara, Oi e Latam já usaram da recuperação judicial. Mas, os pequenos e médios empresários também podem usar da lei, que tem um procedimento ágil em suspender por 180 dias todos os pedidos de falência, execuções e etc, de credores, o que permite um espaço de tempo para a reestruturação da empresa.


A legislação da recuperação judicial tem como objetivo dar a empresa um tempo para que possa se recuperar, sendo assim é de suma importância que a empresa possa realmente se recuperar, através de um plano de recuperação judicial.



Quando é o momento certo de providenciar uma recuperação judicial?


Caso você se encontre em uma fase onde, não ganhe o suficiente para se sustentar, nem seu patrimônio é capaz de pagar suas dívidas e sua receita não cobre suas despesas, a falência já se encontra no horizonte.


A recuperação judicial é um jeito de mostrar que sua empresa ainda pode ser rentável, e que é apenas uma fase de desorganização, mas você pretende organizá-la novamente.


A recuperação judicial tira todos os poderes do empresário e os deposita na mão de um administrador nomeado pela justiça, que irá tomar todas as suas decisões. Além disso, algumas regras devem ser seguidas durante todo o processo, como por exemplo, as assembleias de credores, onde as medidas a serem tomadas para a quitação de dívidas serão ou não aprovadas.


Recuperação Judicial é a única saída?


A verdade é que depende, cada empresa vive uma realidade diferente. A recuperação judicial pode de fato ser a única saída para muitas empresas, contudo antes de entrar com uma recuperação judicial é preciso que a empresa se avalie muito bem, principalmente pela equipe de departamento jurídico e contábil.


Com boas equipes é possível que a recuperação seja feita sem o fórum, ocorrendo por meio de negociações com credores, tomando os devidos cuidados para que não peçam a falência da empresa.



Por quanto, se você tiver certeza de que sua empresa ainda é rentável e está apenas desorganizada, muitas vezes um sistema de gestão patrimonial pode ser mais viável do que a recuperação judicial.




Leia também: Requisitos para recuperação judicial



Restaram dúvidas?

Entre em contato